sábado, abril 21, 2007

Príncipe Encantado

Outro dia eu estava com umas amigas na cervejada da faculdade e uma delas estava toda empolgada pedindo p/ mim e p/ uma outra amiga minha ajuda para ela conseguir ficar com algum garoto, porque ela tava solteira e tal. No primeiro momento achei impressionante como essas meninas são. Não podem ficar solteiras que já saem à caça. Fiquei pensando que eu estou solteira e nem por isso saio por aí atirando p/ tudo quanto é lado, mesmo porque a última coisa que eu quero no mundo agora é ficar com qualquer pessoa, ainda mais em uma cervejada. E daí veio aquele pensamento de como essas meninas são bobas, que ficar só por ficar com alguém numa balada, só por causa do calor do momento normalmente não traz nada de bom e ainda faz você se sentir meio mal no dia seguinte dependendo do jeito que anda a sua vida e do cara que você ficou e tal. E daí eu pensei, poxa, só porque eu não gosto de ficar com caras de balada não significa que ninguém mais pode. E que por mais independentes, auto-suficientes e realistas as mulheres de hoje em dia possam parecer, elas possivelmente continuam sendo aquelas meninas carentes que dariam tudo p/ ainda acreditar em príncipe encantado, e algumas delas acreditam bem lá no fundo. Que por mais que elas digam que beijam esse ou aquele p/ não deixar a noite passar em branco, na verdade, mesmo inconsciente, o que elas procuram nos beijos roubados, nos amassos no canto da pista e nas trocas de olhares entre uma música e outra é o homem de suas vidas. Pensei que tudo que nós todas queremos é alguém p/ ficar junto da gente, mesmo que para encontrá-lo seja necessário beijar metade dos caras da cidade.
Continuo não gostando de beijar impessoalmente pessoas desconhecidas em baladas, mas deixei de julgar quem acha esse o melhor modo de encontrar seu príncipe encantado.

7 comentários:

Mila disse...

Aqui, mais do que nunca, aquele velho ditado da qualidade ser mais importante que a qualidade é deveras aplicativo... hahahahahah!
Beijocas

lili disse...

aaaah

eu n faço isso mas entendo elas tb u.u







adorei o q vc escreveu....

Jana disse...

pois é no fim todo mundo busca a mesma coisa, mas cada um do sei jeito...

beijos

_bruno disse...

[...]"saudade é chorar
fingindo que pode esquecer...
sem lembrar, na verdade
que essa tal de saudade
mata sem o amor morrer..."

Maria Renata disse...

Ah, acho que são fases da vida, essas coisas. Tb julguei mto até entender e vivenciar um pouco disso. Mas eu acredito em príncipe encantado, sim, aquela coisa que faz suas pernas fraquejarem e é capaz de te mudar por completo.
beijos!

Estranhamente Eu! disse...

Eu tb não curto, acho estranho e ficar por ficar nao basta , pelo menos pra mim... Se acredito em pricipe encantado? sinceramente não sei,
A unica coisa q tenho certeza é q antes d procurar o principe é melhor achar o sapo ^^
Beijo

Carlos disse...

Será que todas mesmo pensam assim, amiga? Eu já me questionei muito disso sabe..

Eu também nunca fui alguém de ficar "na balada", mas tb evito julgar as pessoas. Cada um cuida de si da maneira que convém melhor. E não sei se é certo ou errado agir de tal forma, às vezes são apenas preferências e decisões.

Beijos.