terça-feira, setembro 11, 2007

Meu mundo por um pouco de paz

Não dá p/ viver de amor né? Mas se desse nós viveríamos muito bem, afinal temos amor que dá e sobra. Mas é só isso que temos. E isso não basta. Não é só o beijo, ou os carinhos, ou a poesia e o abraço bom. É tudo isso que me encantou e que me encanta e mais do que isso até. Mas isso também não bastou. Eu já disse coisas lindas, já xinguei, bati, chorei, me despedi, voltei, me confundi e fui embora de novo. E mais uma vez sem querer. Mais uma vez p/ ser sensata. E isso me enche quase sempre, mas ou é assim ou vai ser mais uma quebrada de cara, mais uma caída da nuvenzinha cor de rosa, mais brigas com meio mundo e meu coração não tá mais preparado p/ isso não. Acho que ele tá afim de férias na verdade. Só ficar ali batendo sem saber o que acontece em volta. E eu acho que eu vou deixar ele assim mesmo e por tempo indeterminado.

11 comentários:

' Jaya . disse...

É, Manda, tirar férias é sempre bom. Coisas boas a sentir...

:*

-Gostei do texto tanto quanto do título.

Garota Enxaqueca disse...

Olha só... não dá pra viver só de amor, é bem verdade... mas pelo o que eu entendi... o amor não falta... e as brigas, guapa, sempre existem... e isso não é ruim... porque é muito chato ter alguém do seu lado que faz tudo o que a gente quer e pensa igual a nós... Vai por mim...

.biba. disse...

deixar o coração bater sem sentido é bom. mas cansa. cansa bem mais do que bater por motivo conhecido e esse motivo te dar dores de cabeça que afinal de contas, sempre vão existir.
deixei o meu assim por um tempo e ele anda tão cansado...

Jana disse...

É infelismente amor só não basta, a gente precisa de outras coisas mais, e as vezes um tempo serve pra organizar tudo isso.

beijos

Simplesmente disse...

N�o � uma regra,at� porque ele n�o obedece,mas olha
Essas coisas acontecem.Gosta de surpresas?
Elas acontecem quando menos se espera
POde apostar...

O novo pode ser melhor

Bjokas***

Maria Renata disse...

Assino embaixo do que todo mundo disse, é bom sim dar um tempo, mas é impossível vc negar seus próprios sentimentos. Por experiência própria te digo isso! Não adianta! Achei mais fácil deixar acontecer msm, é aquele discurso bacana do Hitch - Conselheiro Amoroso, onde ele fala que quer pular sem ter medo da queda, e eu definitivamente não tenho medo da queda... caras e corações quebrados podem ser colados mais tarde, por mais doloroso e inacreditável que isso possa soar...

Bruno Dumont disse...

pois é!
acho q tem coisas que a gente tem que viver pra aprender...
aprendi algumas e outras nem tanto. mas sei que algo aqui dentro sempre vai lembrar dos bons momentos, e como eu já disse, é sempre isso, e somente isso que nos é legado até o fim da vida.
do resto, ninguém sabe. nem saberá.
se cuida, ok?!

Ana Fernandes disse...

tempo de não sentir pra poder sentir melhor.

Amanda disse...

Eu comecei a deixar as coisas fluírem. Sem forçar, sem me desesperar, sem dar uma de doida e me pedurar na nuvem cor de rosa. Foi aí que dei umas férias definitivas pro meu cora~ção.

Beeeeeeeeeeijo!

Gabi disse...

Querida, sou dada a comentários curtos, mas desta vez preciso falar um pouco mais.
É óbvio que dá pra viver de amor. Não dá pra viver SÓ dele, mas é necessário que ele esteja presente sim. Porque convenhamos, é o amor que dá vida aos nossos dias cinzentos, graça à nossa rotina estressante, vontade de viver e razões para tanto. Acho ótimo você pensar em você, mas não se feche de todo às possibilidades e às pessoas, tire férias sim, mas curtas, suficientes apenas pra descansar e recobrar forças.
No mais, boa sorte, tudo de bom e pensa bem se vale à pena desistir de seus sentimentos.
Tá?
Beijinhos!

manu carvalho disse...

quanto menos vc gerar expectativa no amor, melhor e maior ele lhe aparecerá. ele é assim, inesperado, e vem quando se menos imagina ;)

gostei daqui. beijo e obrigada pelas visitas (embora silenciosas, que passem a ser claras e constantes).