domingo, dezembro 02, 2007

Lembranças remotas e nossas mudanças

Outro dia estava lembrando de quando era criança. Como as lembranças vão ficando cada vez mais remotas com o passar dos anos. Só o que realmente foi marcante fica mais claro. Mas mesmo essas coisas quando lembradas parecem que foram vividas por outra pessoa que não eu. Às vezes tenho a sensação de que já nasci com a idade que tenho. Ou com uns 15 anos no máximo porque tudo o que vivi anterior à essa época me é tão estranho agora. Coisas que aconteceram de tal modo que nem parece que foi comigo. Quem diria que já fui uma garotinha medrosa, envergonhada que gostava de rosa e chorava por tudo? Eu morria de vergonha de meninos e hoje tenho mais amigos que amigas.
É engraçado pensar como as coisas mudam, aliás, como nós mudamos às vezes de forma tão radical. Mas mudanças são boas. E por mais que não fique muito satisfeita de como sou hoje, acho melhor assim do que como era antes. Prefiro deixar a garotinha meiguinha nas minhas lembraças e na lembrança de quem sempre me conheceu.
***

Mais um Selo

O meu querido Scheidex me indicou o selinho "Eçe eu agarantio" para o meu blog!

E como sempre lá vamos nós indicar mais 5:

Deixa eu Brincar de ser Feliz (Jaya)
Na Divisa (Mariana)
Uma Vida, Mil Destinos (Amanda)
Pensamentos da Poetisa (Ana Paula)
Pensamentos, Sentimentos e Devaneios (Renata)

Beijos e até mais com mais uma novidade! Por enquanto é segredo, hehehe!

13 comentários:

Aninha disse...

oie!
obrigada pelo selinho!
recebi ele duas vezes por pessoas mto qridas
ahauahuahuha
obrigada
assim q eu receber umq vc naum tenha eu te passo com certeza viu?
Bjaum
ps: qro saber sobre a surpresa
AHAUHAUHA
=)

Jana disse...

E ainda bem que mudamos tanto!

Beijos

Luna disse...

eu também era diferente, mas foi pra lá de boa minha infância.

mas tudo muda não é?

gostei desse canto de saudade.
:)

flores e um sorriso

Carlos Howes disse...

Essas lembranças remotas tem nome: envelhecimento!

ai, que horror dizer isso! mas você tem razão, as mudanças são inevitáveis na vida, se a nossa mentalidade muda, um pouco do éramos vai ficando para trás com alguns detalhes da memória.

Ana Fernandes disse...

Ei, eu ainda nem te agradeci direito...
Obrigada por me convidar pra fazer o blog com vocÊs!
será massa demais!
Obrigadona!

Acho que tu não me adicionou no msn não.. o meu email tem dois underlines
olha.. aninha_nf_@hotmail.com

Gabi - http://gabimazzei.livejournal.com disse...

Parabéns por mais esse selo, linda, você merece!
Um beijo, se cuida!

Bernardo Lima disse...

Olá menina, blz?
quanto tempo...
to meio sumido, pos estou na maratona de vestibular, mas estou passando aqui para falar que tem um presente para o seu blog lá no meu.
Peço que dê uma passada lá e aceite esta homenagem que lhe foi dada com sinceridade.
Bjão!

Caso não ache, aqui está o link: http://reflexoesdeumlouco.blogspot.com/2007/12/o-vestibular-e-o-otrio-e-um.html

Amanda disse...

Ai, ai, eu também tenho essa impressão quando penso na minha infância... realmente, parece tudo tão distante, tão longe...

Obrigada pelo selo!!!!!!!!! Ai, ai, você tá me deixando muito mimada, viu, moça?

Beeeeeeeeeeeeijo!

Allan H. Poe disse...

Quando voc~e era essa garotinha, eu estava lá. Lembranças boas, por mais que o tempo as cubra com o tom de sépia, permanecem nos arquivos mais bem guardados. Não para o esquecimento, mas para a eterna manutenção...

Küßen!!!!!!!!!!!

Liebe!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Auf wiedersehen!!!

Renatinha Renault disse...

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Chiquérrima!!!!!
Essa é a primeira vez que eu recebi um selo bloguístico de presente!!!
Ainda mais esse!
Ainda mais de vc, que escreve tão bem!!!
Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei!!!
Brigadão linda... valeu meeeeesmo!!!
Vou passar esse gift pra frente!!!
Bjoooo

Pedro disse...

Querida, gosto das coisas que vc escreve. Me identifico com elas. As vezes tb tenho a impressão de que não tenho passado. Me sinto estranho no mundo, um bicão numa festa... às vezes... beijo

bonna disse...

Bom, o Pedro acima sou eu.. bonna.. como já disse, acho esse troço aqui meio sem lógica e não aprendi a lidar com isso ainda.. bjo

Jaya disse...

Mandaaaa,

Pois é, o segundo texto que leio hoje sobre mudanças. E outra vez vou dizer que ela é uma das únicas coisas permanentes em nossas vidas. Somo todos mutantes! Rs. :)

Sobre o selo? OBRIGADÃAAAAAAAAAAAO! Amei, viu?

Cheiro.
=*