domingo, janeiro 13, 2008

É só medo...

O que acontece é que eu tenho medo. Eu estou feliz, estou segura em relação à várias coisas, mas acho que ensinei meu coração a não aceitar nada de ninguém, por medo. Só de pensar em me entregar de novo, em colocar toda minha confiança em alguém, em cair de cabeça em outra relação investindo tempo e energia, eu fico apavorada. Fico estática, não consigo nem imaginar tal coisa. Eu tô legal, tô bem, às vezes bate aquela carênciazinha normal, mas não consigo considerar um outro alguém na minha vida fazendo juras vazias em troca de tudo o que puder tirar de mim. Tenho medo de ficar com alguém e me apaixonar. Tá tão bom assim sem ninguém, só eu. Ninguém para tomar conta, para ter que dar atenção, para ter que dar uma parte de mim. Não tô afim de me dividir de novo, de me repartir de novo, de perder minhas partes em corações que não vão me devolver nada. O que eu sinto não é só uma desencanção, um desprendimento, é medo. Medo de me magoar de novo. Medo de ter o meu coração recém reformado partido de novo.

***


PS: Quero agradecer ao Eduardo pelo selinho Nosso planeta é Nossa Casa. Dou ele à todos os freqüentadores do blog. Obrigada Edu!

22 comentários:

Dominique disse...

Nossa, é um desabafo capaz de criar um monte de reflexões. Mesmo não tendo as respostas para este enigma que é temer não sofrer novamente (pois seria muito bom que este sentimento pudesse ter bula para ser trabalhado, não?), ao menos posso te dizer, Amanda, que não é a única a se sentir assim. O que torna diferente é a atitude que se toma frente a este sentimento. Se enfrentá-lo e abrir seu coração de novo, não se grile com as consequências. Mas se resolver ficar numa boa, curtindo só a voce mesma, também não se grile; em geral, somos a melhor companhia que podemos dar a nós mesmos. Porque sabemos nossos limites e entendemos melhor do que ninguém nossos anseios e medos.

Um abraço e boas energias para você nesta semana que começa! Espero que seja cheia de novidades que espantem qualquer sensação ruim!

Até a vista!

Fábio Vanzo disse...

.medo de ter medo.

Gracy disse...

concordo com o de cima..medo de ter medo....

medo dá muito medo

menina lunar disse...

eu detesto o medo, quando ele chega sempre ignoro... é verdade que algumas vezes sofro muito mais; mas é meu jeito.

o template tá LINDO assim!! super clean, delicado. amei!

beijos e beijos e beijos.

Bill disse...

Vou repassar seus questionamentos pro dr. Bruegel, que é nosso especialista no assunto, Amanda!
Mas, como conheço a peça, já imagino sua resposta: "A gente sofre, diz que foi a última vez, mas, logo após, cai na mesma cilada, do mesmo jeito."
Bjo!

Garota Enxaqueca disse...

Guapa... Penso que a vida é sempre uma busca pra vencer esses medos... E sim, devemos aprender com tudo o que vivemos... Mas cuidado pra não se privar de coisas maravilhosas pensando que é repetição de uma velha história... Se você muda com o tempo, porque os fatos tem que permanecer imutáveis???

Ah, e, por favor, tire do seu perfil esse "21 anos nas costas"... Estou me sentindo uma balzaquiana, deusdoceu!

Sem contar que eu sou quase uma mesmo!!!


Se cuida, bebê!

Besitos...

Li disse...

ui. adoro tua sinceridade. acho que das suas virtudes é a maior.

Gabi disse...

Acho que sentir medo é bom. Te deixa mais alerta, te faz pensar antes de tomar algumas decisões... não há nada de errado em sentir medo do desconhecido.
Quando ao fato de você estar só, comemore e aproveite. Acho que estar com alguém é bom sim, desde que o relacionamento valha à pena. Sou super adepta do "antes só do que mal acompanhado".
Obrigada pelo meme, já tá lá no meu LJ.
Beijos!

Jair Eduardo de Oliveira. disse...

Ola, tudo bem?
vc merece o selo, alias eu que fico lisonjeado, pela acao!
ficarei por algum tempo inativo no blog, estou no rio de janeiro, nao tenho computador. estou em casa de amigos... beijos, mas logo volto pra MINAS.

ATÉ LA...

Artur Moura Queirós disse...

Quem reconstrói um coração partido, está felizmente, destinado a voltar a usa-lo, é um privilégio dos que possuem a capacidade de sentir intensamente.

O amor não se oferece em partes nem se dá por inteiro, partilha-se, simplesmente partilha-se...:)

Jaya disse...

Esse é meu pior medo. O medo de ter medo.

Mas quando a gente resolve arriscar, não existe sensação melhor.

E então eu desejo que teu coração se livre desses monstros e não se permita pensar tanto antes de se entregar outra vez.

Mas curte teu tempo consigo mesma. Porque antes de tudo, nada vale esse nosso amor por nós mesmos.

Um beeeeijo.
:*

déborah capel; disse...

Fiz um post sobre os meus medos faz pouco tempo.Eu sou muito insegura, mas medo do amor, nunca tive(ainda bem).Acho que o importante é começar sem pensar demais no futuro. Em uma dessas tentatias você poderã encontrar quem realmente quer você. Não há nada melhor que o amor e você o viu apenas pelo lado negativo, pense que é alguém que vai estar do seu lado sempre, que vc estando horrível vai dizer que te ama, que te protegerá, etc, reticências e blá blá blá.
Beijão!

Carol disse...

O coração leva tantos baques né? Mas você não vai sentir mais medo, um dia vai se sentir tão segura que quando você perceber, o medo nem estará mais por perto.

Beijos :)

alex e! disse...

...é muito bom ter medo, agora percebo isso. O medo te deixa mais alerta pras coisas, coisas como o (mal)dito "amor", que teima em nos seduzir e depois pisotear. Tudo bem, eu ando meio descrente, mas cê vai ver como esse tempo contigo mesma será muito mais profícuo daqui uns tempos do que se estivesse com um "alguém"... Um beijo pra ti...

Arthur Araújo disse...

Siga a voz do seu coração... é tudo!

bjsss

Jair Eduardo de Oliveira. disse...

Meu pai sempre dizia... "temos medo, porque não conhecemos a coragem!"
Bem, não sei se ele estava com razão, mas acho que nunca conheci a coragem! E uma coisa eu sei: O medo, não conhece a emoção - ele tem tanto medo de se perder em emocoes que faz o possivel para prevalecer na razao! Mas sabe de uma coisa, bia? descobrir que nao importa sua classificacao. Doutor ou paciente, somos todos seres humanos e o medo faz parte de todos, até os imperadores sentem medo e nao importa a sua situacao, sigas sempre o seu coracao, ele sabe o que faz!

Sussurros: Agora tu entende porquê não deixo espaço para comentario...

bjs!

*Lusinha* disse...

Eu entendo esse medo. Porque ele caminhava ao meu lado, juntamente com a vontade de querer ter alguém. Um paradoxo, mas existente.
O pior de tudo é "um outro alguém na minha vida fazendo juras vazias em troca de tudo o que puder tirar de mim".
Bjitos!

Criiis ;) disse...

eu tenho esse mesmo medo. E nunca falo o que eu sinto, e sempre deixo passas as coisas por medo!
e tb sou muito complexada.
mas, um dia a gente se cura!
beijos querida :*

nanah disse...

Num tem como evitar, qdo chegar a hora, acontece e vc só se dá conta depois que já está envolvida.
Bjus!

Juliane G. disse...

Eu acho que entendo mais ou menos o que vc diz. Apesar de existirem outros problemas que contribuem para eu não querer me envolver...
Mas acho que vai chegar uma hora em que a falta de alguém vai ser maior que o seu medo. Dai vc vai estar aberta novamente. =)
Bjs.

Aninha disse...

o medo sempre qer nos impedir d viver, mas eh ai q entra a esperança!
=D
Bjs

Fábio Vanzo disse...

Atualiza! =)