quarta-feira, abril 09, 2008

Matemática

E infinito tem fim? Não que se saiba... Ele vai, vai e quase chega a zero, mas não chega. Então se na matemática é assim, porque no coração também não é? Por que seu amor dito infinito acabou? Por que minha felicidade infinita conseguiu chegar a zero? Na teoria parecia tão certo. Tão 1+1=2. Mas na prática não foi assim não, sabia? 1+1 foi igual a 1 mesmo. Porque só sobrou eu aqui com um ponto de interrogação na cabeça. Talvez tenha sido uma soma binária. Quando o resultado é 1 ou 0. Daí deu 1 que sou eu sozinha. Ou será que deu 0, que é como estou por dentro? Vazia... Sei lá, talvez não tenha havido uma união no nosso conjunto de gostos e sim uma intersecção, mas o que sobrou não foi suficiente, porque o que tinha em comum foi tão pouco... Tentei derivar o seu amor e integrar ao meu, mas você não quis e no fim a conta ficou inacabada...
Tentei descobrir de todas as formas que pude, mas por mais lógica que a matemática seja, não me serviu de nada para entender porque você me deixou.

PS: História baseda na minha mente sem nada de real, escrita no meio da aula de Analise de Sistemas :P

31 comentários:

Filipe Garcia disse...

Os números são mágicos. Feito poesia. Feito amor.

Gostei da sua brincadeira.

Beijos.

Gabi disse...

Fiquei muito confusa com esse post... eu nunca consigo pensar "matematicamente falando". Nunca.

Mony disse...

Fazendo uma vositinha e deixando minha marka....

blog bom..
palavras simples e sinceras....

A graça da vida eh ela não seguir ligika nenhuma....

beijos

- BiAaaAah* disse...

Ainda bem que vc disse que foi feito na aula de Análise de Sistemas! hahaha

O amor é mesmo assim, sem explicações e infinito até que acabe!

bruna.k disse...

Adorei!
O encontro da matemática e da literatura...
Muito divertido!
Está adicionada aos meus links!
Bjus mil...

Jair Eduardo. disse...

Na matemática aprendi apenas o necessário para a minha teoria: " q a ordem do fatores nao altera o produto. Dessa forma nao importa a ordem em que eles estao, se os valores dos simbolicos for o mesmo fator, a ordem do produto nao altera os valores."

Parece simples, mas é o meio mais imbécil de ignorar os fatos, uma vez q o resultados são indeterminados!

bjs, linda...

.biba. disse...

alguém nesse mundo tem de gostar e entender de matemática! =)
beijo!

Nalu disse...

ahh super criativo não?!
e mistura o que vc estuda com o que vc gosta de fazer! hehehe legal!
adorei bunita!
um beijo!

Dominique disse...

Oi, Amanda,

a sua matemática traz lembranças e pensamentos cheios de "e se...", como se a matemática pudesse ser refeita e 1 + 1 pudessem voltar a ser dois. Ou ao menos não levassem a um zero... a um vazio.


Te convido a ler um pouco mais sobre aquilo que não se "tornou dois" lá no Dominus e tentar desvendar onde o Fred da Deca foi parar.


Um abração, moça!

Bill disse...

Tomei duas bombas em Matemática, Amanda!
O que significa que nem sei quanto dá 1 + 1!
Meu bjoooooooooooooooooooo!!!!

Camilinha disse...

Eu sei que existem infinitos gulgóis... daí veio o nome de google, sabia?

é mais que infinito... talvez seja isso...hhehee

beijos daqui...

*Fe* disse...

Acabou pq n era infinito, a gente soh axava q era... Será q nossa mente concebe algo sem começo nem fim?! + nao se preocupe pq 1/0 tmb tende ao infinito... Vc sobre seu vazio chega mtu longe...
Bjsu mil
;*

O Profeta disse...

Hoje não vou falar de amor
Hoje tenho saudade de canções
De uma voz perdida no tempo
Que me ensinou o sonho, as emoções

Hoje senti saudades da minha rua
Da casa fria e quente da ternura
Do cheiro a lenha, pão amassado
Dos abraços tidos de forma tão pura


Hoje convido-te a saberes um pouco de mim

Bom fim de semana



Terno beijo

Ana Cláudia Zumpano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Cláudia Zumpano disse...

hahahahaha adorei...
hj tudo que eu leio me vem uma música na cabeça... li teu escrito e comecei a cantar:
"se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar... que tudo era pra sempre, sem saber que o pra sempre sempre acaba..."
bjos ;*

disse...

Você conseguiu unir matemática, a musiquinha do anel "o anel que tu me destes era vidro e se quebrou..." e as crises do amor. Benza Deus que isso foi uma arte.

Bjo

alex e! disse...

...ahhh, adorei o texto (e fiquei torcendo mesmo pra que não fosse baseado em nada de "verdade"...). Pois é, o problema é que eu penso que não dá pra aplicar a lógica matemática no amor, e por uma simples razão: nós, seres humanos e confusos, somos totalmente ilógicos e incompreensíveis...rs beijão pra ti...

Míope disse...

É por isso que eu não gosto de matemática...Tando a teorica quanto a prática...e a do amor também.
O amor é pra se viver sem repostas certas.

Gostei!
Bejão!

Carlos Howes disse...

è, a matemática é complexa, mas achoque os sentimentos conseguem às vezes serem mais complexos que a própria matemática, minha amiga.

Enxaqueca disse...

Guapa!
Saudades de tu!!!!

=)

Meme pra vc no meu blog... E nem adianta falar que está sem tempo! Hunf... rsrs...

Besos!!!

Myla_angel disse...

:)
Oieee,eu sou a dona sumida, lembra de min?
Nossa! Como tá bonito teu cantinho!


Matemática? Atal da técnica exata.
Usar ela para retratar o amor não é uma boa ideia,pq vc pensa, pensa e não chega a lugar nenhum.
Seria ótimo se existisse uma formula para chegar á felicidade com esse sentimento tão bonito tão confuso.

Ah! Me linka de novo...andei sumido mas as vezes é bom sumir por uns tempos pra voltar com tosa força!

Beijão e sucessão.

:******

.biba. disse...

não desisti, foi apenas um hiato, como falei no post anterior.
vc sumiu do fotolog e eu sumi do blog! =P

beijo!!

A n i n h a a disse...

aii vai dormir viu!!
você escreve muito bem oO

liindo o que vc escreveu
simples e fácil de entender, tão contrário aos sentimentos e à matemática...
amor é matemática torta, e não adianta tentar entender :/

beijãão
;*

DanieLa Pereira disse...

Uma boa observação :)
Gostei :)

*

Ariana disse...

Belo post!

Gostei do teu blog!

Tu és criativa!

Beijo*

Carol disse...

Quando se trata de sentimentos nada é lógico. o 1+1 soa mais como um 3.
Beijos queridona!!
:*

Criiis ;) disse...

Eu nunca gostei mesmo de matemática, é melhor não entender!
Ficou muito bom o texto..

Beijos querida :*

ps. aula de analise de sistemas? isso deve ser chato ;x

Juliana Caribé disse...

Cada momento é infinito em si mesmo...

Beijos.

Mariana Lima disse...

muito racional, não?! rs

bjos

Maria Renata disse...

Eu nunca fui boa em matemática, mas eu fico com o Robertão: tudo certo como dois e dois são cinco!
beijos!

Li disse...

Eu odeio racionalidade. Deve ser coisa de gente impulsiva.