quinta-feira, outubro 09, 2008

Sempre saudades

Bateu saudade. Não sei de quê, não sei de quem, só sei que deu muitas saudades. Saudades dessas que a gente desconhece. De tudo de bom que já aconteceu um dia na vida.
Dirigindo à noite, a chuva batendo no vidro, o limpador fazendo sua dança na frente dos meus olhos com seus passos iguais e simétricos, Marcelo Camelo melodiando no rádio, e o coração apertando de saudade. O corpo ansiando por um abraço apertado e verdadeiro, um colo, um cafuné, um par de pés a mais na cama para esquentar os meus dois gelados...
Uma saudade já bem conhecida, vinda de longe, de vidas passadas, de sonhos perdidos, de um mundo que não existe mais. Coisas que passam, mas deixam a saudade sempre perto, sempre nítida... Sempre a sensação que falta alguma coisa. A sensação de que o que passou foi melhor do que tudo o que está acontecendo no momento. E daqui um tempo, o que está acontecendo vai doer saudades do mesmo jeito das que doem hoje do que já passou. Pensamentinho confuso, sentimento meio inútil essa tristezinha dolorida do que já foi, ou do que ainda vai acontecer. Estranho sentir saudade do que não existe. Estranha essa vida cheia de coisas...

9 comentários:

Fee disse...

continuemos o papo...
certa vez, um fulaninho disse pra mim que alguém que sentia tanta saudade como eu, só podia ser uma pessoa sem muita esperança. Vê se pode? Podre, né? Eu só consegui responder: "vc é um idiota amargo". Acho que serviu.

Eu tenho tanta saudade dos dias passados e eu até escrevi alguma coisa sobre isso dia desses. E também sempre tenho esperança de que a posteridade vai ser lembrada e saudosa do mesmo jeito... como as memórias das gotinhas que refletiam o arco-íris na infância.

Saudade pega??

Ray disse...

Nós somos assim, né?
Saudade da infância, dos amigos antigos, dos amores passados, da escola primária, da família distante e até do que não foi vivido, mas imaginado...

E eu particularmente acho válido sentir saudades, é prova de que alguma coisa bacana aconteceu e ficou marcada na memória, no coração...


"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."
Mário Quintana

Namastê!

Luh disse...

que que essas baranguinhas de brasilia estão fazendo aqui heim..rsrsrs..invadiram o meu pedaço!!! rs

ai tenho saudades daquele ogro por quem sofro até hj, acredita! mas acho q prefiro sentir saudade do futuro que está por vir...
pensa nisso..

Babirah disse...

"Sempre a sensação que falta alguma coisa."
Acabei de fazer um post enormeee e essa frase diz tudo...
Tb sinto falta.. tb sinto um vazio as vezes (e naum eh fome XD desculpa a piadinha)
Não eh soh vc q quer um abraço
beijinhos

Bill Falcão disse...

A saudade é assim! Vontade de reviver momentos bons. Principalmente quando o nosso momento presente não é grande coisa! Creio que é por aí!
Bjooooooooooooo!!!!!!!!!!

Babirah disse...

valeu
bjo

Anônimo disse...

Saudades?

É sempre estara presente em nossas vidas, principalmente pelo fato de que lembranças novas existiram, pessoas novas passaram, sentimentos estranhos e esquecidos viram a tona e lhe mostrará que ao contrario doque pensa, oque esta por vir é muito melhor doque tudo que ja teve.
Marcelo Camelo se aposentará um dia e outro virá poetizar no seu radio, para te fazer lembrar que um dia sentiu saudade mas logo mudará de estação porque o sentimento não existe mais e não tem mais sentido se apegar a melodias rasteiras e melancolicas.

Abraços,

Amigo Anonimo

julio de castro disse...

é... é assim.

Carlos Howes disse...

Lembrei da frase daquela música do legião: "Essa saudade que eu sinto de tudo que eu ainda não vi."