quarta-feira, junho 17, 2009

Passo a passo

A rotina pode acabar com uma pessoa. E mudá-la também pode ser muito difícil. Não há como saber o que pode ser pior.
Acordar todo dia no mesmo horário, sabendo tão bem tudo que se deve fazer, que se a ordem de algo muda, sempre acontece alguma coisa. Se esquece o livro que prometeu levar, se esquece de levar o dinheiro para colocar combustível no carro.
E depois o dia se arrasta se não há muito que fazer, ou passa rápido se tiver muito trabalho. Em casa as mesmas coisas para fazer que são tão boas, que fazem a noite acabar rápido demais.
E os fins de semana escapam por entre os dedos, e quando se percebe já começa de novo a semana.
E se passa o mês. E o ano acaba. E parece que nada muda.
As pequenas infelicidades são compensadas pelas pequenas felicidades causadas por ataques de consumismo. Consumismos desnecessários, totalmente dispensáveis, mas incontroláveis.
Um sorriso, uma piada no fim do dia, uma mensagem enviada sem se esperar.
Uma fechada no trânsito, uma resposta ríspida, uma mordida do cachorro.
Pequenas coisas que vão tecendo a grande teia da vida.
E assim se vai seguindo. Sem olhar para trás.

14 comentários:

Bill Falcão disse...

Cacilda! Pior que é assim mesmo! E já tamos quase no meio do ano, Manda!
Bjoooooo!!!!!!!!!!!

Natalia Xavier disse...

Pois é... quero um botão pause na minha teia...

Bjus e td de bom

l u a * disse...

esse fundo bi-côr ficou lindo (ainda que o côr-de-vinho transbordasse poesias.)

pode ser só uma paixão, inveterada. mas, acho a rotina linda. ó céu, o sol, o mar.
esse ir e vir, de tudo, de nada.
um lemço muda toda a disposição do ânimo e uma criança a te paquerar no carro da frente sabota a tristeza da cidade.
sem rotina, eu sou tão qualquer-coisa.

(acho que o misterio, mistério mesmo, é saber lindezas quando o mundo é de tic-tac-tic-tacs.)

Jaya disse...

Eu fiquei querendo comentar, mas acabei lendo o comentário de Lua, e assino embaixo.

Bom que você postou, Manda.

Besos.

Blogando sobre Linguística Textual disse...

OI Amanda,

Tenho buscado uns materiais na internet e gostaria de saber se teu blog pode ser objeto de estudo para um trabalho. Estudo sobre a escrita de blogs e os ambientes virtuais de produção de textos. Teu blog seria uma boa opção de estudo. Posso usá-lo?

Michele
mi.rgs@hotmail.com

fabio ventura disse...

a verdade é q cada minuto deve ser vivido intensamente. isso é fato.

Elis disse...

ahh a docilidade da vida..... xeroo flor!

Elton... disse...

E a simplicidade se mantém em postagens sutis, mas sinceras, aquelas que também fazem parte da vida de todos nós aqui...

Carlos Howes disse...

As pequenas coisas que você citou são importantes. Acho que elas são o que salvam a gente do poder esmagador da rotina.

=*

Jester disse...

Dependendo da rotina, pode sim ser boa. Concorda? Quando se faz o que se gosta, ou com mais sorte ainda, para quem se gosta. O ano passa doce assim, certo?

fee disse...

Ai, Bia, eu também to tão cansada! E também não aguento mais nego dizendo: "nossa o ano ta passando tão rápido, né?" Mas não é? Afff...
Dia péssimo pra vir comentar no seu blog, meu anjo.
Okay. Um beijo para ajudar a tecer a teia da vida.
Fee

Vivian Guilherme disse...

e por fim a vida não é muito mais que isso mesmo... infelizmente...

Bill Falcão disse...

Por onde anda nossa melancólica blogueira???
Bjoooooooo!!!!!!!

Dominique disse...

Momentos são
pequenos espaços de tempo
com os quais formamos nossas vidas...

Não importando se nos doi ou nos alegra, é na rotina que nos encontramos, perdemos e reencontramos...

É nela que aproveitamos o prazer dos pequenos momentos de felicidade e as picaretices dos momentos de fúria... Mas... sem a rotina... não terídamos um ponto morto por onde começar a mudar nossas vidas...

Um abraço cheio de carinho pra você, Manda Bia!

P.S.: Adorei a sua fotinha no Orkut. =)