sexta-feira, julho 13, 2007

Porque mudei

Alguém pode, por favor, me dizer quando e porque eu me tornei uma velha chata, rabugenta, mal-humorada que só sabe reclamar da vida? Juro, eu não entendo o que acontece! Aos 16 anos, por exemplo, eu era engraçada, falava o que me dava na telha, não me importava mesmo com o que os outros pensariam de mim e animava todo o mundo que estivesse em volta. Tinha uma empolgação impressionante de falar com pessoas desconhecidas, ria de tudo e as pessoas gostavam da minha presença. Eu era mais educada, mais positiva, mais extrovertida, mais legal, sem ser falsa. E de uns anos p/ cá parece que aquela minha incrível capacidade de me animar sem ajuda externa acabou. Na verdade normalmente o externo mais me irrita do que me anima. Sinto como se uma luz tivesse se apagado e nada pudesse fazer voltar. Tenho me sentido igual à pessoas que não me agradam e por mais que eu tente voltar a ser o que era não consigo. Isso pode explicar um pouco dessa frustração que eu sinto. Eu só queria ter sido mais forte do que imaginava ser de verdade. Olha eu reclamando de novo.
Estou precisando de novidades realmente empolgantes nessa vidinha mais ou menos.

12 comentários:

citadinokane disse...

Só uma receita - relaxar e curtir o momento e um excelente final de semana, ok?!
Abraços,
Pedro

' Jaya . disse...

Olha Amanda, é a tal da história de que "na vida não existe nada permanente exceto as mudanças".

Tudo vai melhorar sim, eu realmente prefiro aceitar a idéia de ser uma metamorfose ambulante, sabe? Mudar faz bem. Se a gente não ficou satisfeita com a atual, aguardemos a próxima!

Beijo.

tani disse...

A gente tem que mudar nossa maneira de lidar com as coisas... mudar nossa vida! acho que é bem por aí... acho que já consegui fazer bastante por mim nos últimos tempos, embora ainda não seja o suficiente.
Tô torcendo pra que vc deixe essa fase chata bem logo! ;***

Ele, banheiro unissex disse...

Sabe oq eh foda? A responsabilidade... isso nos faz mudar um pouco. ;)
Valeu pelo comentario no blog. Bjoo

Mila disse...

Ai, eu acho vc legal e gosto mt de vc. Ce sabe neh...

Jana disse...

Acho que a gente muda naturalmente, temos apenas que apreender a resgatar algo ed bom que ficou lá ...

beijo

Rafael disse...

a sra ta precisando e de uma boa festa.. se joga no fds q faz beeeemmmmmm :P

Danilo Kato disse...

eu era assim aos 17.
mas aconteceram tantas coisas... será que o mundo mexe demais com a gente que a gente acaba criando resistência involuntária? eu já tô acreditando.

Garota Enxaqueca disse...

Amandita, acho que isso é fase... Nunca estamos tão mal como imaginamos... E, olha... Vc admitir que tem um problema (que reclama demais, que está chata demais, etc e etc.) já um passo para mudar essa realidade... Porque encarar o que não gostamos é sempre o mais difícil...

Coragem e força, guapa!

Besitos...

PS.: Foi vc quem perguntou pelo meu nome em um dos meus posts? Como disse o Setupega, ele é impronunciável! ... rsrs... Sorry... é por motivos pessoais! =/

Carlos Howes disse...

Acho que as coisas ruins e as decepções que você enfrentou de lá para cá te levaram para o desânimo. Geralmente quando a gente atinge o desânimo, a gente perde um pouco da força de lutar, te tentar, de mudar. Mas a gente precisa reagir. Nunca é tarde para se reagir. E você ter essa percepção é um bom começo.

Beijo grande.

Gabi disse...

Ei, gatinha...
Fica assim não, qual o problema de ser chata de vez em quando? Todo mundo tem esse direito!
Mas quando se sentir muito muito chata, faz alguma coisa que te anime, sai, dá uma voltinha, toma sorvete (se bem que tá frio, né?), anda de patins na chuva... sei lá!
BEIJOS!!

Mariana Lima disse...

pouco te conheço para descorrer aqui todos meus conselhos para essa situação. e conselho deve ser o que tem mais ouvido e o que menos tem dado resultado. o que posso dizer? ... se a gente perde os ânimos somente nós mesmos para recupera-los. não responsabilize nenhum fato, e nem ninguém pelo seu estado atual. tudo já é passado e tem de passar por essa divisa de todo jeito... o melhor é focar em projetos pessoais realmente prazerosos e que vc se sinta bem pelo menos nestes momentos. e dê tempo pra si mesma conseguir assimilar as novidades da vida. com 16 anos somos todos diferentes daquilo que nos tornamos depois dos 20. rs... se isso te for útil.
obrigada pelas visitas constantes, a divisa agradece.;-)