domingo, julho 01, 2007

Sem título

Lágrimas, lágrimas e mais lágrimas.
Vazio, vácuo, fundo, escuro, falta de ar.
Falta de chão, de tato, de alma.
Esperança, talvez, será?
Não, desânimo, tristeza, depressão.
Lágrimas, lágrimas e mais lágrimas.
Conformidade, desencanto, desgosto.
Inconsciência, indiferença, esquecimento.
Vazio, vazio, vazio.
(...)

**************************************************************

Pequena

Sabe quando você se sente beeeeeem pequenininha?
Pois é, tô me sentindo assim, beeeem pequenininha. Quase
insignificante, como se tivessem prédios bem altos me rodeando 24
horas por dia. Gigantes prestes a pisar em mim. Sem importância
mesmo, sabe?!
Acho que preciso melhorar minha auto-estima =/

4 comentários:

André Luiz Melo disse...

Realmente, você está passando por um problema sério de baixa auto-estima. Nesses casos, chamaria até de um alto problema de baixo estima. Isto é, sua baixa estima está muito alta... se é que me entende... pior que uma alta estima baixa, só uma baixa estima alta... quis dizer... é... cê entendeu, né?

Uma brincadeira boba só para dizer que isso é apenas uma fase. Engano achar que dura para sempre. Da mesma forma que a alegria, por melhor que seja, é sempre passageira. O importante é não perder o controle e reconhecer que essas coisas vêm e vão. Além do mais, ser pequeninha não é tão ruim... dá para pegar carona com as formigas e... deixa pra lá... :)

Jana disse...

Acredito que todas nós passamos por momentos assim, sabe como Fênix precisamos morrer em nós várias vezes para renascer...

Beijos

Bruno Justino disse...

pra mim vc eh a coisa mais importante!
sempre!
=***

Carlos disse...

Precisa sim, Amanda. E você tem motivos de sobra para isso. Ès uma garota e tanto! =)