terça-feira, janeiro 22, 2008

O Peso das Nuvens

Eu olhei para o céu e as nuvens estavam pesadas, escuras, pareciam palpáveis e que iam cair em cima da minha cabeça. Não cairam, mas a melancolia permaneceu esmagando o peito. Queria poder ter um jeito de dissolver as nuvens pesadas, de transforma-las em nuvens fofinhas e brancas. Ou em nada. Só céu azul, com sol brilhando e borboletas passando.
Mas nem sempre é assim. E é preciso se acostumar com as nuvens pesadas ou não. Tristes ou não. Estando sozinha ou acompanhada.

Imagem por Quigimon em Deviant Art

18 comentários:

Garota Enxaqueca disse...

Pois é, amiga... Precisamos aprender a nos acostumar...

Besos!

Jana disse...

te falo de carteirinha, um dia elas simplesmentão vão embora...

PS: evite Caio Fernando Abreu nessas fases, não faça como eu, não se torture rs

beijos

Li disse...

aihn. isso deu um aperto no coração...

*seu blog tá lindo!!! adoro ele.

Alê disse...

Adoro dias cinzas.
Beijos*

alex e! disse...

...parece que esse teu post falou comigo, pois tô mesmo precisando me acostumar com as minhas próprias nuvens pesadas... Queria te pedir licença, Amanda, pra pegar um pedacinho desse teu post e guardá-lo comigo ("E é preciso se acostumar com as nuvens pesadas ou não. Tristes ou não. Estando sozinha ou acompanhada"). É que tenho um arquivo em que guardo os trechos de posts que mais me tocaram. Espero que não se importe... Um beijo pra ti...

alex e! disse...

...ah sim, outra coisa: o Caio nunca é uma tortura, e sim de uma sinceridade tão bruta que às vezes machuca, mas que é capaz de afastar mesmo as nuvens mais pesadas... Outro beijo pra ti...

Jair Eduardo de Oliveira. disse...

Sempre levei a vida muito a sério, e acho que perdi muitas oportunidades com isso. Não estou desmerecendo tudo que já conquistei, não estou dizendo que seria melhor se levasse uma vida menos compromissada, não é isso. É que tem vezes, que isso cansa!

" Uma nuvem pensada, e escura"

Sei bem como é isso, nem sempre nosso mecanismo está saudável. Às vezes, o sistema falha. Nosso corpo e alma, querem descansar. E tudo que desejamos, é uma vida menos amena, menos estressada... Mas acho, que sempre andaremos com esse peso de responsabilidade social... enquanto vivermos, passaremos por esta grande nuvem que estar preste a cair em nossa cabeça... Mas, prefiro não pensar nisso, estou melhor assim. Comigo, sozinho!

beijos bia!

Juliana Caribé disse...

Acalme sua alma... Nem sempre as nuvens são pranto... Faça-as canção!

Gracy disse...

gosto delas quando estão com gosto e cheiro de algodão doce

berinjelinha disse...

As vezes a melancolia é boa...e as vezes a chuva e o tempo que a gente passa em casa não fazendo nada ou na cama é o tempo exato que precisávamos pra repor as energias^^
Pensamento positivo e bola pra frente, que as chuvas de verão são torrenciais e passageiras, babe.

bjs

Thayssa disse...

"Depois da tempestade, sempre vem a calmaria"
:)

Bill disse...

E a chuva também é útil, não é, Amanda?
Bom, desde que não demore muito hehehe!!!
Bjos!!!!!!!

Gabi disse...

Eu gosto de dias nublados, me deixam mais pensativa e serena... e serenidade é algo que me falta e muito!

Renatinha Renault disse...

eh...
às vezes as nuvens teimam em ficar pesadas... assim como nosso coração...
o maior problema eh qd o tempo lá fora tá azulzinho, mas dentro de nós parece que tá passando um vendaval...
ai ai ai
!!!

Bjo

Jaya disse...

Ah, Manda. Depois de todo esse peso, vem a chuva. A chuva pra lavar quem nós somos. E depois dela? Sol. Sol pra iluminar a alma. E depois tudo roda outra vez.

Um beeeijo.
:*

Jaya disse...

Ah! Tem selinho pra você no blog.
:)

*Lusinha* disse...

O bom é lembrar que depois da tempestade, sempre vem o sol. Ele vem sim, é só saber esperar.
Bjitos!

Carlos Howes disse...

Já que não podemos mudar o tempo, a natureza, e o ambiente que nos cercam(transforme isso para uma metáfora de pessoas e situações), o melhor que temos a fazer às vezes é nos acostumar com eles, minha cara. E assim nos sentiremos melhor.

=*