domingo, janeiro 27, 2008

Vazio

Me sinto parte de nada. Um nada sem fim, um buraco negro vazio e triste. Não me sinto parte de alguém, nem da vida, nem do mundo. Sinto como se no próximo passo dado fosse derreter, sumir, evaporar. E como se isso fosse normal. Como se fosse a coisa certa a acontecer. E às vezes eu penso que seria. Seria mais simples inexistir, não seria? Sumir por debaixo do tapete da sala e esquecer a essência, a imagem, a voz e o cheiro. Esquecer de tudo e de todos. Esquecer a dor e a solidão que por mais que fique distante de mim por um tempo, sempre volta a me atormentar quando eu menos espero.

19 comentários:

Biah disse...

puuuuxa...que lindo!!!
Ameei a foto que vc usou no cabeçário...
Está linda...
Mil beijos;
=D

Carol disse...

Se tivesse um chazinho pra gente se esconder por uns momentos ia ser bem interessante, sumir nas horas certas, pra não correr o risco de magoar ninguém.

Beijos :*

Jair Eduardo de Oliveira. disse...

Pelo menos 10-10, de cada ser. Tem essa sensação, ou seria vontade?
Vontade, sensação ou desejo. Nao importa! O que importa é que isso nao tem como ser saciado e continuará estagnado eternamente em nossas vidas...

Mas espero amanda q você consiga converter esse desejo. Eu poderia dizer q sinto o msmo, que isso é um tédio, q é deprimente. Mas prefiro torcer para q você revira a éstoria!

bjs

Natália disse...

Sempre falta algo na vida, porque as coisas nunca estão completas. Sempre quando tudo parece bem, tem uma vírgula imperfeita. E desconfio qual vírgula seja. Eu espero que isso te seja preenchido, porque fora isso você é uma pessoa realizada, e vc sabe disso.
Eu também não estou na minha melhor época, mas recolho forças e bom humor, porque se não só vai piorar. Estou sofrendo consequencias por ter tido uma fase tão imatura e impulsiva... Bom, todo mundo erra né!
Te amo!
Bjus!

Juliana Caribé disse...

Há momentos em que realmente dá vontade de sumir... Mas, pensando em tudo de bom que nos acontece, é tão melhor viver!
(e acho que você tá precisando voltar a trabalhar! Xô, férias! rs)

Boa semana, menina; acalma teu coração.

Beijos.

berinjelinha disse...

Caramba, a coisa ta feia...vc ta precisando de amigos salvadores urgente. alguém precisa arrancar vc dessa casa e te levar pra farra, pra comer, pra dançar, sei lá, mas assim não dá pra ficar, não.
Oh., esse caminho não é legal, hein, tem coisas com as quais a gente pode lutar, contra essa pasmaceira vc ainda pode lutar, força e levanta, se vc se entregar é um caminho sem volta, um buraco.
Levante, babe^^

*Lusinha* disse...

Ah, esquecer de tudo, às vezes, não faz mal a ninguém.
Bjitos!

Jaya disse...

Manda, dá aqui um abração que eu tô cheia de saudades de você! Não gosto nada desses posts assim.

Fico torcendo pra que o sol aparece em todos os redores, e te traga com ele um calor intenso para amenizar toda essa melancolia.

Um cheiro.
:*

P.S.: Presente pra você lá no blog.

:)

Aninha disse...

bom, sumir num vai te libertar de seus problemas, vc vai esquecê-los por um momento e qdo eles voltarem, se voltarem, vc não vai conseguir lidar com eles.
Tristeza faz parte da vida! Mas nunca se esqça q a Alegria tb!
Bjs
=D

alex e! disse...

...sim, cê tem razão, Amanda. É realmente muito mais fácil desaparecer, fugir, evaporar-se quando as coisas não estão bem ao nosso gosto. Masssssss, por outro lado, como tudo que é fácil, não traz assim tantas vantagens (como bem diz a minha vó: "o que vem fácil, vai fácil"). E eu costumo acreditar na sabedoria dos mais velhos. Às vezes é mesmo bom sofrer um pouco (ou muito, de vez em quando...) fim de aprendermos lições de que nunca mais nos esqueceremos. Torço pra que cê fique bem aí, viu. Um beijo pra ti... (e saiba que há sempre um monte de pessoas dispostas a te ajudar nessas fases "tristes". Eu modestamente já me considero uma delas...)

PS: e já colei o teu selinho lá no mundo... tem presente pro chá também... Outro beijo...

Gabi disse...

Bia, também acho que você está precisando se cercar de gente que te ama... deixa seus amigos te mimarem um pouco, aposto como tudo vai ficar melhor depois.

Amanda Oliveira disse...

Eu estava completamente off da blogsfera e deixei de comentar em bons textos seus. Que pena!

Aah, Amanda, sabe que a gente precisa conversar mais? Tô me sentindo tão no chão e os seus textos tem tudo a ver com esse momento. Principalmente o da nuvem. Realmente, parece que a qualquer momento uma nuvem pesada de chumbo vai cair sobre minha cabeça e enquanto ela não cai, eu fico com essa dor da incerteza.

Um beijo, amiga!
Mil desculpas pelo sumiço =*

Marcela disse...

Ai Manda... como seu blog ficou lindo! To rpecisando urgentemente mudar minha layout, mas nao acho nada legal =///
E qnts blogs na sua lista, heim! Ta pop menina! To precisando entrar pra um blog comunitário tbm =P
Com tanta coisa linda na sua vida, vc nao tem pq se sentir um nada. Mas eu nao posso te dizer 'abra um sorriso e viva, amiga', pq eh exatamente como vc descreveu ai q eu me sinto a maior parte do tempo.
De todo jeito, animo! Vc é muito linda e legal pra achar que não é parte de nada.

Um beijo!

- BiAaaAah* disse...

olááa Amanda!!
vi seus coments no blog da Marcela (do Infinito) e resolvi passar por aquiii!!!
tbém já tinha ido ao Chá das Cinco, onde vc tbém escreve neh?!
parabééns, viu! seu blog é lindo! adorei a foto do layout e sobre esquecer tudoo... não sei se vale a pena...o problema vai continuar lá se vc não o resolver!!!!
lii aqui em outro post seu, q vc leu A menina que roubava livros, eu acabei de ler esse final de semana tb! achei lindo.. como vc disse o autor tem o dom da escrita! apesar de ser triste, é mtoo bonito!!!
aparece lá pra ler meus devaneios.. rs

beijoos

Bernardo Lima disse...

Nossa quanto baixo astral...
levante a cabeça, menina!!!
deixe as mágoas de lado..

vim aqui para dizer que criei uma coluna para os blogs que realmente leio no meu dia-a-dia e teu blog tá certo lá já...

bj!

Átila Siqueira. disse...

Oi Amanda, gostei muito do texto, sabe, esse vazio também sempre está dentro de mim, eu sempre o sinto, como se ele me dilacerasse a alma e destruisse até o miolo de meus ossos.

Acho que como disse Renato Russo, o mal desse século é a solidão, pois realmente vejo que a solidão é algo constante nas vidas de muitas pessoas, bem como na minha. E é a solidão que nos trás esse vazio, como se faltasse algo, e esse algo com certeza é alguém, um companheiro de verdade, para todas as horas, para se contar em qualquer ocasião.

Bom, um grande abraço e me visite sempre que estiver ou não sentindo esse vazio, pois as vezes visitar blogs alheios me faz me sentir um pouco menos sozinho, ainda que não diminua esse sentimento.

Átila Siqueira.

Arthur Araújo disse...

Ahhh... isso passa. Eu costumo dizer sempre assim:

Qndo me sinto sozinho me abraço, logo estou comigo mesmo!

Ta bom assim?

Bjs e +bjsss

Carlos Howes disse...

Que sensações ruins assim sejam apenas passageiras... È ruim se sentir desimportante, dá uma tristeza muito grande, um vazio. Por sorte, não é um tipo de sentimento que se sente o tempo todo.

=*

Anônimo disse...

Tá, vc escreve mto bem. Mas vem cá, colega: vc não cansa de ser infeliz não? Todos os seus posts sempre batem na mesma tecla de vazio/infelicidade. Né possível que a sua vida seja tão horrível assim. Todo mundo tem seus momentos. Mas gente. Parece que vc só tem moentos ruins.

Faça alguma coisa por si mesma. Chega uma hora q até seus amigos cansam de passar mão na cabeça da sofredora 24h/dia.