domingo, junho 29, 2008

Independência complicada

Ontem fui no 3º Premio GRC Music de Musica Independente. Fui acompanhando a Vivian, uma amiga que ganhou o prêmio de personalidade musical, pelo fato de organizar o Festival de Rock Feminino em Rio Claro, inclusive, se alguém tiver banda de meninas, basta entrar no site para descobrir como se inscrever e participar, é muito legal.
Além das premiações tiveram alguns shows das bandas independentes e eu me senti sensibilizada diante disso. Confesso que não gostei muito das bandas que tocaram lá, mas conheço muita gente que tem banda e conheço muitas bandas independentes que são muito boas e não conseguem chegar a lugar nenhum por falta de espaço. É muito triste ver os caras indo lá, cantar para pessoas que nunca viram antes e sem saber se um dia conseguirão ter fãs de verdade, se gravarão um CD que ficará conhecido, só com a força de vontade e na maioria das vezes pagando seus shows do próprio bolso.
Infelizmente existe muito pouco espaço para tais bandas, principalmente no principal meio de comunicação: a televisão.
O que tornou a situação um pouco melhor para esses jovens músicos é a internet. O maior meio onde eles conseguem divulgar seu trabalho e torcer para que aconteça algo necessário para quem sabe saírem do porão ou da garagem.
Poderia sugerir bandas para que vocês conheçam, mas acho que cada um deva procurar as bandas que mais lhe agradam. Acho que nós que curtimos esse som mais desconhecido devemos, sempre que possível, prestigiar essas bandas e ajudar como podemos, ouvindo suas músicas e divulgando o seu trabalho. E que as pessoas possam diversificar seus gostos musicais, para dar espaço em todos os meios de comunicação para músicas de boa qualidade que muitas vezes ficam guardadas no fundo das gavetas junto com os sonhos dos integrantes dessas bandas.

10 comentários:

Lana disse...

adorei sua amiga que organiza um festival com bandas so femininas, é uma coisa muito rara *:

Dominique disse...

Penso o mesmo que você, Amanda. Acho que existem muitos talentos por aí que simplesmente não têm espaço tanto para apresentar seu trabalho mas também para serem levados a sério, porque simplesmente os meios de comunicação possuem o vício de dar espaço a apenas o que estiver na moda e vender muito.
Mas sou fiel às minhas bandas de garagem. E acho que os poucos mas leais fãs valem tanto quanto as multidões inúteis que se arrastam por aí ao som de Créu ou da Dança do Quadrado. Fazer o que, né? Isso aqui é o Brasil! Vai entender!...


Abração pra ti e boa semana!


P.S.: Sobre o meu texto, nunca se conforme com nada. E menos ainda se angustie. A vida não possui fórmula para vivê-la e nem o destino segue as regras. Então, não dê tanta bola para as confabulações de uma maluca como eu e faça você mesmo as regras do seu jogo. E saiba que sempre existem pessoas torcendo para que tudo dê certo pra ti, combinado?

'Té mais, Manda Bia!

Nalu disse...

e aí de repente, nós vemos umas bombas estourarem nas mídias, como vanessa camargo, broz, rouge e essas coisas absurdas...
é revoltante!

Jaya disse...

Manda,

Eu concordo! Aqui onde moro, às vezes acontecem shows no SESC, no "Espaço Rock", e tem um mundo de porcarias. Mas tem bandas muito boas também. Mas o que é mais bonito é o fato de que eles acreditam. E vão lá, fazer sua música, colocando amor e prazer no que fazem, alicerçando seus sonhos. E particularmente, isso é o que importa!

Beijocas pra você.
:)

Míope disse...

Realmente deve existir muita gente boa por aí...Pena que muitas vezes, por melhores que sejam ,tem pouca sorte na mídia.
Mídia essa que precisa urgente de uma reforma, porque eu vou te contar, viu?


Bejo.

Enxaqueca disse...

Vc vai gostar menos de mim se eu disser que sequer me lembro da última vez que fui a um show? Ainda mais Independente...

Vergonhoso, eu sei...

Porém, concordo que realmente há uma compactação de tudo que aparece na mídia. Se não tiver os requisitos que são impostos realmente não aparecem... Se não têm os QIs mais poderosos, nem pensar... Até Los Hermanos sofreram com isso...

Enfim... Poderia dizer que é coisa de Brasil, mas não é não...

=/

Besos!

Bill Falcão disse...

Pois, é! E devemos lembrar que muita gente boa, que hoje rasga dinheiro, começou assim, não é mesmo? É preciso juntar talento e sorte. O problema é que essas coisas nem sempre andam juntas, infelizmente.

Mandinha (gostou dessa?), esperei você ficar de férias pra fazer um post "mais ou menos" longo! Duvida? Tá lá, com todas as (muuuuitas) letras hehehe! Não fica brava comigo, tá bom?
E um bjoooooooooo!!!!!!!

A n i n h a a disse...

tem UM MONTE de bandas boas na cena independente, e UM MONTE de grupinhos pré formados que não dão certo e têm uma ou duas musicas estouradas no verão e depois nunca mais!
falando nisso, lembra de um tal Leandro Lopes??

é revoltantee!

Carol disse...

E tem tanta banda de fundo de quintal boas e inteligentes, enquanto isso a gente liga a tv e o rádio e toca "créu,créu..."
Gostaria de assistir um festival de bandas independentes, deve ser bem legal.

Beijos

Carlos Howes disse...

A Internet é revolucionária em termos de expressão, né? Qd vejo coisas, como o espaço que ela dá para bandas independentes, ou qd vejo blogs em que pessoas compartilham suas opiniões com gente do mundo inteiro pela rede, fico bem feliz.

Só não mais do que ver uma pessoa legal como a Vivian ser reconhecida! =)