quarta-feira, junho 04, 2008

Overdose de gente

Sabe aqueles momentos em que estamos totalmente anti-sociais? Pois bem, é um desses momentos. Se pudesse ficava o mês inteiro trancada no quarto só lendo e assistindo filmes. Acho que é o final de semestre que me deixa assim. Rola uma overdose de gente. Gente no trabalho, na faculdade, no bairro, em casa... Além de uma overdose de mim mesma. Quanto mais pessoas você conhece, mais tem que interagir com elas. Quanto mais você interage, mais você se vê, ouve a própria voz e os próprios pensamentos. E isso, depois de alguns meses cansa. Cansa ao ponto de você não ter paciência com mais ninguém. Parece que tudo que os outros fazem irrita, mas a culpa não é das outras pessoas, é de você.
Eu tenho consciência disso e apesar de tal consciência não consigo evitar meus arroubos de grosseria gratuita e acabo sendo a mais chata. Daí, fico mais cheia de mim mesma, com mais vontade de sumir debaixo da cama para não correr o risco nem de me ver no espelho. O pior dessa fase é que ao contrário de uma TPM ela não tem data para acabar. Talvez nas férias da faculdade, mas quando começarão essas férias efetivamente? Tento caminhar do jeito que dá, segurando a língua quando ela não consegue ser mais rápida que o pensamento, tentando não parecer irritada por tudo no meu tom de voz. Mas não é fácil, ainda mais para uma pessoa tão impulsiva como eu sou.
Caso um de vocês tenha presenciado tal lástima, peço desculpas e torço para ficar calma o mais rápido possível.

15 comentários:

Mariana Lima disse...

calma... uma boa caminhada as vezes lhe fará bem. saia pra dar ums voltas por aí, meio sem destino, rs. e esvaziar a cabeça.

melhoras, pro bem de todos... rs
bjos

Maldito disse...

Por isso evito conhecer pessoas novas, as que eu conheço já me dão trabalho suficiente!
parabens pelo blog!
Inté!

- BiAaaAah* disse...

Caaaalma! Daqui a pouco tudo passa!
eu tb tenho overdose de gente as vezes! rs

beijo

Carol disse...

Geralmente eu tenho sensações assim, daí eu vou dormir e depois tudo melhora hahaha.

Faça coisas que te deixam feliz. :))
Beijos

Daniele V. disse...

Procure estar sozinha. Consigo mesma. Momento para relaxar e refletir. Acho que a inspiração acaba vindo do auto-conhecimento. E ai, futuramente, voce verá que vai sobrar tempo para um monte de coisas (inclusive escrever)

Abraços grandes.

Enxaqueca disse...

Não posso te ajudar, guapa.
Eu sou meio avessa às pessoas também.

Te desejo sorte, então.

Besos!

Bill Falcão disse...

Grande idéia, Manda: um mês desligado do mundo, só lendo e vendo filmes! Que belo sonho!
Bjoo!

Ariana disse...

Isso acontece comigo também!
Procure relaxar!

Bjo

Dominique disse...

Parece coincidência eu voltar com meu cantinho e ler isto que você escreveu, Amanda. Estava pensando nisso agorinha a pouco: que ando estressada demais e sem paciência com ninguém, nem mesmo comigo. Fui grosseira com um grande amigo meu por praticamente nada hoje e só agora caiu a ficha de que preciso de férias de mim (e para mim) o mais rápido possível. =)

Falei tudo isso só pra mostrar que você tem uma turma que passa pela mesma fase. Mas torço aqui de Minas para que ao menos nas férias você consiga recarregar as baterias e recomeçar suas batalhas, ok?

Abraço pra ti, moça!

Camilinha disse...

eu sou do anti-socil-club! quer fazer parte?


beijos daqui...

Kyhetha disse...

Sou anti-social assim, as vezes.

e sou impulsiva pra caramba.

é um defeito horrivel, mas fazer o q? :(

Li disse...

ô, amanda. vc n deve ser um porre todo o tempo nessas fases... rsrs

tá, falando sério, acho q sei do q vc tá falando. eu n fico irritada, mas ajo estupidamente e nem percebo. é péssimo ter q se "recolher" assim. torço pra q passe logo.

bjão.

Bruno disse...

Fim de semestre é apocalíptico mesmo, ainda mais quando existe um trabalho de conclusão de curso na história (tipo o meu, que tem que ser entregue dia 20 e ainda falta 30% pra escrever, hehehe!).
Bjo

Alice Désirée disse...

Fica assim não, o problema é o stresse nosso de cada dia..Planos que gostaríamos de concluir logo mas que são impedidos por algo menos importante. Mas vai passar e as férias vão chegar num piscar de olhos!
Tô com blog novo e gostaria que você fosse lá!
Bjs!!
=1

Caio Bessa disse...

Ando com pressa e meio sem bossa pra fazer um comentário decente. Mas seu post me lembrou a roda viva. Me lembrou Tabacaria de Fernando Pessoa( de um heteronimo dele). Me lembrou a rosa do povo (todo o livro que coisa!) de Drummond.
Mas é asis m mesmo precisamso de uma rosa pra romper o tédio e o nojo!
um abraço