sábado, abril 11, 2009

Memória

Eu tinha pensado em um assunto muito interessante para escrever dias atrás. Daí não escrevi na hora que pensei e depois quando fui pensar de novo não lembrava sobre o que era. E continuo não lembrando. Então resolvi escrever sobre isso: o fato da memória, pelo menos a minha, estar a cada dia que passa funcionando menos. Comprei a última edição da Super Interessante que fala sobre a memória e sobre porque ela está mais curta. Não li ainda, mas já vi que lá tem uns testes de memória que só de passar o olho eu percebi que não funcionariam comigo.
Acho incrível minha capacidade de simplesmente esquecer certas coisas. Às vezes me esforço em lembrar e simplesmente não consigo. Parece que existe um buraco negro dentro do meu cérebro que me impede de lembrar o que eu quero. Juro que chega a bater um desespero.
Acho que um pouco da culpa disso é a quantidade de informação que somos meio que obrigados a armazenar. É muita coisa para uma cabeça só. Além disso, ainda existe um pouco de facilidade e comodismo. Ultimamente quando não lembro algo recorro imediatamente ao Google. O que acaba me impedindo de consultar mais a minha pobre e falha memória. Em compensação, certos acontecimentos insistem em ficar ali guardados e às vezes vêm à tona sem que estejamos preparados para aquilo.
É algo que me deixa irritada na maior parte do tempo, mas é importante demais para ser deixada de lado. Acho que o melhor a fazer é exercitá-la o máximo possível, antes que todos nós acabemos contraindo um mal de alzheimer no fim da vida.

15 comentários:

Babirah disse...

Q pergunta.. assim vc me deixa em apuros hahahhahahahhaa!!
Fiz o post com as frases, são na verdade as partes do livro q eu mais gosto. Se prepara para os spoilers ;)
Tô marcando com a Py de alugar o filme pra assistir na casa dela, soh tenho q ver o dia e a fila da locadora ai te falo =P
Beijinhos

Elton... disse...

É o computador, ele acaba com o cérebro, não só isso como o estresse cotidiano, relaxe, isso é normal...

primaverasdesetembro disse...

quem sabe o alzheimer não poder ser o mal do século?..

E eu que ando esquecer tantas e tantas pequenas bobagens..
flores.

Nay disse...

ha dias venho lendo esse blog e adoro suas palavras ♥.
Em meio a suas tristezas e alegrias você se da mto bem cm as palavras.
bzitos de alguem sem sentido;p

ITN disse...

"Às vezes me esforço em lembrar e simplesmente não consigo. Parece que existe um buraco negro dentro do meu cérebro que me impede de lembrar o que eu quero. Juro que chega a bater um desespero."
Não se preocupe que não é só você, comigo isso acontece muitas vezes... Fico extremamente irritado, às vezes chego a esquecer algo que tinha planejado fazer 10 segundos antes =/

abraço

alex e! disse...

...esse tema da memória é cada vez mais recorrente em diversas áreas do conhecimento humano. Nunca se questionou e se procurou saber tanto sobre a memória, e sobre como a sua pretensa perda tem nos afetado direta ou indiretamente. De certo modo, as questões que cê tão bem colocou aqui tangenciam essas discussões e, pra mim, também vejo essa espécie de "fragmentação" da memória como mais um reflexo - dentre tantos - da postura mais e mais indiferente que todos vamos assumindo, paulatinamente, muitas vezes sem mesmo nos darmos conta...

bju do alex....

meus instantes e momentos disse...

ótimo texto, é bom voltar aqui,
Maurizio

Bill Falcão disse...

O que notei, Manda, é que memória tem fases. A gente esquece de um monte de coisas durante muito tempo e, de repente, lembra de tudo outra vez.
Aconteceu comigo hoje, durante uma caminhada com meu cão. Fui parar em frente à casa onde meu pai tinha escritório, anos atrás. E a memória voltou "quente", muita coisa pra rir e muita coisa pra chorar!
Bjoooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!

Carlos Howes disse...

Tem acontecido muito comigo também, amiga. Me deixa chateado à beça, mas acho que me consolo com dois argumentos: 1- ou ando armazenando muita informação 2 - ou é a idade chegando mesmo.

Enxaqueca disse...

... olha... eu concordo com vc, sabia? Mas nem sempre. Tem certas coisas que a minha memória se esforça pra não esquecer. Por mais que eu queira..... aff...


PS: E eu não fecho o meu blog se vc não fechar o seu, ok? rsrs

Besos, guapa!

Natalia Xavier disse...

Nossa, faz tempo que n passo por aqui =/

Na super mesmo, ja cheguei a ler uma pequena materia de uma mulher que ha 20 anos, lembra de TUDO que passou na sua vida, da coisa mais banal, até a mais complexa.

E tudo que é em exagero é ruim. Não lembrar de nada é ruim, mas lembrar de tudo tb pode ser.

Ela termina a matéria dizendo: Imagine como é viver sua vida, sem conseguir esquecer qualquer mágoa, ou palavra ruim?

Bjos e td de bom!

Laura Bourdiel disse...

Minha mãe diz que ando tendo dislexia optativa. rs...
Aprendo e lembro só o que quero.
¡besitos!

julio de castro disse...

memória... isso não me pertence mais.

H. 0.9. disse...

Por isso, sou a favor das vitrolas, dos LPs, do café feito com fogo de verdade e dos abraços de verdade. O mundo virtual te impede de exercitar sua cabeça real...


Beijos de verdade!!!

Faust Sotam disse...

A memória falha muitas vezes, pela hiperactividade da mente, e muitas vezes lembramos o que não queremos lembrar, porque recalcamos essas lembranças,e se elas existiram, e não mais existem, para quê recalcar? Há obviamente certas situações que nos marcam, mas aconteceram por alguma razão, mas não mais existem. Oxalá não venhas a ter Alzheimer