terça-feira, junho 17, 2008

"Amor é quando é concedido participar um pouco mais. Poucos querem o amor, porque o amor é a grande desilusão de tudo o mais. Há os que se voluntariam pelo amor, pensando que o amor enriquecerá a vida pessoal. Amor é não ter. Inclusive amor é a desilusão do que se pensava que era amor."

Clarice Lispector - Felicidade Clandestina


PS: Enquanto não escrevo coisas que prestem, pego emprestado as palavras de outros.

3 comentários:

Criiis ;) disse...

Aliás, não poderia achar alguém melhor para pegar emprestada as palavras... Clarice dispensa comentários.
Beijos!

Carlos Howes disse...

O amor e suas mil concepções...


Beijo.

Jaya disse...

Então, né?

Não comento não. Fico só pensando mesmo.

Saudades de ler palavras tuas.

Beijos mil, Manda.